Meninas pedalando na cidade

 

 

            Andar de bicicleta, além de ser um esporte que eu adoro, é o meu meio de transporte. Pedalar em São Paulo não é seguro e nem sempre é gostoso, mas cada vez mais os ciclistas estão ganhando visibilidade e respeito nas ruas.

             Muitos motoristas ainda não aceitam ter que dividir a rua com ciclistas, não importa se você está andando quase na guia e deixando todo o espaço livre, eles passam com o carro bem perto só para mostrar quem é que manda. E infelizmente quem manda ainda são os carros, o ciclista tem que conquistar seu espaço na rua diariamente, enfrentando a persistência de quem não aceita dividir.
            Se você for uma mulher pedalando, a situação fica ainda pior. O assédio que qualquer uma já sofre ao andar na rua se intensifica acrescido de xingamentos e comentários machistas sobre o nosso atrevimento de estar ali. Quem pedala na cidade está totalmente vulnerável, suscetível a acidentes e à descarga de ódio e stress dos outros. Pedalar é um ato de resistência, todo dia estamos questionando, inspirando, quebrando preconceitos e lutando pela nossa liberdade. 
            Ao mesmo tempo em que eu sinto a falta de segurança, também percebo que as coisas estão mudando. Cada dia mais motoristas dirigem de forma respeitosa, param para eu passar, me dão a preferência. Ter alguém pedalando incentiva outros a pedalarem também. E conforme o número de ciclistas aumenta, mais pessoas estão diretamente relacionadas a alguém que pedala e se comovem com a causa.
            Outros desafios de andar de bicicleta na cidade podem ser mais divertidos e recompensadores. Em dias de chuva, por exemplo, todos os caminh
os se transformam em aventura. Se for uma tempestade então, o trânsito, as poças e enxurradas formam obstáculos gostosos de enfrentar. Além de todas as ladeiras, lombadas, valas e buracos que deixam nossos caminhos mais interessantes. A poluição pode não compor o melhor cenário, mas pedalar pela cidade tem sua beleza.
           

 

            Para quem está começando, vale escolher os trajetos com ciclovias, elas aumentam a segurança e dão mais confiança para o iniciante. Ao pedalar junto com os carros, mantenha a direita, próximo da guia e sinalize com as mãos quando for mudar de direção. Procure sempre as ruas mais calmas e largas. Usar capacete é bem importante e se você for andar a noite é essencial ter farol na frente e atrás para que os outros te vejam.
           
Já quem gosta de pedalar, mas ainda não se sente seguro sozinho, pode se juntar aos passeios ciclísticos que acontecem pela cidade. Os ciclistas em grupo formam a massa crítica, que se impõe entre os carros. Em São Paulo há diversos grupos que se reúnem para pedalar a noite ou de fim de semana. Na última sexta feira do mês acontece a clássica bicicletada, com encontro na praça do ciclista, na avenida Paulista. E também tem a opção das ciclofaixas de lazer para quem quer curtir uma pedalada tranquila no domingo. 

Share on Facebook
Please reload