Franciskryshna – tocando em um bloco de carnaval

 

               Eu adoro carnaval, tenho frequentado bastante os bloquinhos de rua de São Paulo e também já desfilei em uma escola de samba. Tinha vontade de participar de uma bateria, mas não sabia nem por onde começar, até porque eu não toco nenhum instrumento. Foi então que uma amiga me apresentou o Franciskryshna, um bloco com uma energia super boa, que nasceu em homenagem a São Francisco de Assis e o deus Krishna. Entre músicas brasileiras e mantras em ritmos de carnaval, o bloco passa uma mensagem de amor.  

               

 

         

 

     Qualquer um pode tocar no Franciskryshna, desde que acompanhe os ensaios, que começam no final do ano anterior. Cheguei na primeira vez um pouco tímida, imaginando que só ia assistir, mas já me puseram para tocar. Escolhi o xequerê, um instrumento todo bonito que não é tão difícil de aprender e dá para acompanhar com o movimento do corpo. No começo eu só ficava imitando as outras pessoas, mas com o tempo fui pegando o jeito e entendendo como se tocava cada ritmo. Meus colegas de instrumento me ajudavam muito e nosso mestre de bateria nos ensinava coisas novas a cada ensaio.

 

                O Franciskryshna se apresenta no fim de semana após o carnaval, em uma pracinha. Para fazer um desfile sustentável nos preocupamos em usar gliter biodegradável, separar o lixo reciclável e transformar o orgânico, junto com os resíduos do banheiro seco, em adubo. Também fizemos um picnic cheio de frutas e quitutes veganos em uma festa super inclusiva que atraiu famílias com crianças e cachorros.   

 

               Me apresentar com um bloco foi uma experiência totalmente nova e deliciosa. Tocamos as músicas com muita empolgação e dançamos até acabar as energias. O público se envolveu muito, em alguns momentos saíamos tocando no meio das pessoas. Encerramos o desfile com uma grande roda, em uma dança circular com a bateria no meio. Fizemos uma linda celebração da vida, da natureza e do amor.

 

                Agora sinto que eu, como cada pessoa impactada por essa energia, temos uma missão de trazer cada vez mais gente para esse bloco, seja para assistir ao desfile ou para tocar. O Franciskryshna está nas redes sociais, quem se interessar pode entrar em contato ou acompanhar por lá. Até o próximo carnaval.

 

 

Share on Facebook
Please reload