Bogotá – centro histórico e cerro Monserrate

 

Quando ir: o ano todo. Por causa da altitude, em Bogotá é sempre friozinho e o vento gelado deixa a sensação térmica ainda mais baixa. Os meses com menos chance de chuva são de dezembro a fevereiro e de junho a setembro.

 

Quantos dias ficar: 2 ou 3 para visitar o centro e os principais pontos turísticos. A cidade é enorme e dá para ficar muito mais tempo conhecendo.

 

Como chegar: o aeroporto de Bogotá recebe vários voos internacionais e também tem voos nacionais baratos com as empresas low cost. O aeroporto é ligado por um ônibus ao sistema de transporte principal. Também é fácil viajar de ônibus pela Colômbia, da rodoviária dá para ir ao centro com as busetas.

 

O que fazer: subir no Cerro Monserrate e passear por La Candelária, o centro histórico da cidade.

 

Onde ficar: La Candelária, o centro histórico de Bogotá e área bem agradável para turistas.

 

Transporte: Bogotá é abastecida por um sistema de transporte principal de linhas de ônibus com estações. Há estações de linhas diferentes no centro e uma estação próxima ao aeroporto. As vias são exclusivas e os ônibus não pegam trânsito. É preciso passar um cartão para pagar, mas você pode pagar para alguém passar para você. Além dessas linhas existem as busetas, que fazem outros caminhos.

 

Comida: a comida colombiana é muito gostosa, utiliza bastante grãos como arroz e feijão e vegetais, banana e abacate. O menu do dia é sempre uma boa opção barata e completa. No centro histórico há vários restaurantes vegetarianos e veganos, uma boa escolha é o Nativa arte y comida natural, na carrera 2 entre as calles 12 e 12b, que serve um menu ótimo com sopa, suco e sobremesa.

 

Dinheiro: a moeda local é o peso colombiano e o real não é muito valorizado na Colômbia. Há opções de casa de câmbio em La Candelária.

 

Altitude: Bogotá fica no alto, a 2640m do nível do mar. Não é muito, mas se sente um pouco a altitude ao subir as ladeiras da cidade.

 

               

 

 

 

 

           Bogotá é uma cidade enorme, alta e basicamente plana. Mas ao seu redor estão morros, e o bairro mais turístico, La Candelária, está em um deles. Então os atrativos principais estão espalhados por ladeiras cheias de museus e construções históricas. As ruas são numeradas, o que facilita muito na localização. Caminhar pelo centro histórico é muito gostoso, há diversos restaurantes e venda de artesanatos. Ao redor da sempre cheia Plaza Bolivar estão a igreja principal e os prédios do governo.

 

                Ali próximo também está a base do Cerro Monserrate. É possível subir ao topo em dois tipos de teleférico ou a pé. Se quiser economizar, uma boa opção é subir de teleférico e descer andando. Lá de cima se tem uma boa vista de toda a cidade e faz bastante frio.

 

 

Share on Facebook
Please reload